Frase do Dia:




::Deixe seu recado::





::[Contra]-Informação::











...o que passou...
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 25/09/2005 a 01/10/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 26/06/2005 a 02/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 06/03/2005 a 12/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 20/02/2005 a 26/02/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 30/01/2005 a 05/02/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 16/01/2005 a 22/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005





A imagem e o terror

A mídia é como uma fábrica de imagem, de ídolos, sendo esses renovados a todo instante, reciclados. Deuses que nascem do dia pra noite e, da mesma forma, passam ao ostracismo assim como emergem do nada. Quero falar especificamente sobre os políticos, e o papel desses em conluio com a mídia.

Desde sempre a beleza exterior é tudo. E a propaganda veio para maquiar ainda mais a realidade, e os governos a têm como sua maior arma, sendo capaz de atrair para junto de si milhões de pessoas. O maior exemplo disso foi Hitler que, através da propaganda, moveu uma guerra de proporções gigantescas, com milhares de mortos.

Hoje temos a TV para piorar a situação. A começar pela ditadura. A rede globo, uma das maiores emissoras de TV do mundo, tão querida pela grande maioria dos brasileiros, é fruto daquela que foi uma das piores fases da historia nacional, a ditadura militar. Que ironia! Durante vinte anos a globo e seu "Dr." Roberto marinho acobertaram os crimes cometidos por militares; camuflavam a miséria, o genocídio de homens que lutavam por um país livre; enchiam de merda a cabeça da população, forjando uma imagem de políticos bonzinhos, através de uma beleza maquiada, com estatísticas falsas, com uma política fascista. Em troca de quê? "Dr." Roberto marinho em conluio com militares usaram a população em troca de poder.

Mais um exemplo da tão querida e idolatrada rede globo é o caso do presidente Collor. A emissora forjou uma imagem de um homem bom, bem sucedido, atraente fisicamente, enfim. Era tudo o que o povo brasileiro queria. Não era um homem de verdade que estava na tela da TV, candidato a presidente da república, mas sim uma imagem bela e sublime que iria governar o país, muito menos um militar assassino. Do outro lado tínhamos um homem que veio do povo, que era pobre, o atual presidente Lula. Entre um semi-analfabeto e uma imagem perfeita o povo escolheu a imagem, sem ao menos saber quem estava por trás dessa. Deu no que deu, o cara fodeu com o país, e a globo, se fazendo de vítima também, passou a execrar aquele que é fruto de sua incompetência.

Hoje o país tem novos ídolos, novos deuses a quem adorar e entregar todo o poder. Hoje a população brasileira se ajoelha ante a imagem da TV, a mesma, os fatos comprovam, que foi a culpada pelo martírio o qual passou o povo nos tempos de crise; e por que não dizer que eles, a mídia em conluio com o governo, são os culpados dos males que assolam o nosso país hoje em dia? É claro que são.

Fica aí a mensagem para quem adora o que vê na TV.



- Postado por: Juninho às 17h44
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________







* :::JuNiNhO:::*


Viva a Contracultura